Memória elefântica – parte 2

Mil anos depois, eu resolvi criar um novo post pra essa seção que ficou tão abandonada por meses e meses. Coloquei o primeiro disco da Madonna pra tocar e de repente me veio à cabeça o ano de 2005, que foi quando eu fiquei MESMO fã da Madonna e tal. Eu chegava a ser irritante quando falava dela. Nem gosto de me lembrar muito porque vergonha alheia definia. Mas o lado bom é a nostalgia de tudo isso. Enfim…

1983 - Curtis Knapp - Island Magazine - 06

Quando eu entrei no SENAI, eu não era muito ligado na Madonna, mas já tinha visto muitos clipes na MTV e achava bacana. Isso em 2003 no lançamento do American Life, eu também gostava e tal. Ela até tinha sido capa de uma revista feita a mão prum trabalho na sétima série. Mas foi no lançamento do Confessions on a Dance Floor em 2005 que tudo mudou radicalmente. Esperei muito por esse disco e ficava por dentro de tudo que se tratava de Madonna. Em pouquíssimo tempo, eu fui ouvindo as músicas dos discos antigos e parecia que eu já conhecia a M há eras, sabem? Nenhuma música me soava estranha. Em algum lugar do passado, minha mente tinha sido exposta aos videoclipes e tal, mas nada tão especial. Foi como se fosse um baque repentino. O Confessions foi a gota d’água que faltava pra transbordar tudo o que eu sentia por aquela bitch. Cada álbum, cada clipe, cada era da Madonna dizia alguma coisa. E cada pouco significava muito. Enfim, inexplicável.

2005 - Steven Klein - 'Confessions on a Dance Floor' Album Shoot - DF 01

2005 - Steven Klein [Confessions on a Dance Floor] 01

Pois então, automaticamente quando eu entrei no curso eu passei a receber devido a um estágio numa empresa e tal. Nem preciso dizer com o que eu gastava meu dinheiro, néam? Eu sei que o dinheiro era meu e etc, mas eu meio que comprava as coisas escondidos dos meus pais pra não ter que ouvir sermão (papa, dont preach!) Sério. Já briguei muito por comprar coisas escondido! Mas comprava mesmo, sempre curti comprar CDs e DVDs originais e não me arrependo disso. Bem, é agora que entra o primeiro disco da Madonna. Eu tava procurando esse CD há eras e não encontrava de jeito nenhum, ainda mais porque em pouco tempo eu já tinha todos os cds de estúdio originais e tal (exceto o Bedtime Stories, que eu achei num sebo por 20 lascas). Enfim, quando eu encontrei esse cd, remasterizado e nas minhas mãos: FELICIDADE DEFINE. Eu até levei o CD pro curso no dia seguinte, reflita!

Meus gostos musicais tomaram um rumo diferente depois da Madonna. Abri meus olhos pra mais coisas, assim como ABBA, Beatles, Elton John alguns anos antes, 2000/2001. A música diz muito sobre nós mesmos, passa a ser parte de nosso metabolismo e, definitivamente, me mudou pra melhor.

Sobre Felippe Alves

Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Felippe Alves


Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

What we´re gonna do right here is go back

abril 2011
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Latest Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: