Ctrl C + Ctrl V

“Odeio meu irmão gêmeo. Ele me copia em tudo”

Antes de começar a falar sobre o plágio personalital, gostaria de dizer que não apenas os irmãos gêmeos “sofrem” desse mal. Qualquer pessoa está naturalmente fadada a ter suas manias, suas piadas, seus tiques e seus TOCs roubados quando você menos espera. É bom que se acostumem com isso.

Neste mundo internetês de meu Deus onde todo mundo lê a vida de todo de mundo e sabe até as horas que cada pessoa vai no banheiro é impossível que bordões ou certos tiques pessoais fiquem “desconhecidamente” intactos, correto?

Não quero me gabar, nem dizer que eu inventei a roda. Mas me digam uma coisa: todos nós inventamos ou adaptamos bordões que, automaticamente, ficam com a nossa cara, além de mostrarem nossa identidade na internet ou em qualquer outro lugar.

Agora eu gostaria que vocês se colocassem na minha pele. Não literalmente falando, claro. Querem me explodir? Como vocês reagiriam se uma pessoa conhecida começasse a usar compulsivamente um tique (que eu não vou dizer qual é) que você popularizou? Digo, você vê em algum lugar, passa a usar (além de ter certeza que ninguém usava) e subitamente PLU: outra pessoa passa a usar esse bordão que nem um marinheiro bêbado?

Em cada post daquela pessoa, ela usa SEM PARCIMÔNIA uma coisa que você costumava escrever. É estranho ver sua escrita, sua marca, sua personalidade assim jogadas ao vento. Naturalmente, deveríamos estar acostumados a isso. Afinal, lançar tendências não é pra qualquer um. É bom estar preparado ao ser citado aqui ou ali. Pessoas têm essa necessidade de se espelhar, de se inspirar em alguém. Eu não repreendo essa necessidade, sério. Mas quando se torna uma coisa fora de controle é um tanto irritante.

Foi como uma amiga minha disse: “Bons escritores não deviam se importar com direitos autorais, pois se alguém roubar-lhes suas obras, eles serão capazes de escrever uma melhor ainda”. Confesso: nada se cria, tudo se copia. Fico pretérito mais que perfeito com isso tudo que acontece. Pior seria se eu não tivesse bordão nenhum pra alguém roubar. Seria cômico se não fosse trágico. Não precisamos patentear nossa marca registrada. O mundo é uma máquina de xerox. E a próxima cópia pode ser você.

Anúncios

Sobre Felippe Alves

Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

2 Respostas para “Ctrl C + Ctrl V

  1. Raquel

    Felippe,Original
    Felippe,Oficial
    Felippe,Real
    Qual tem que ser?
    Um beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Felippe Alves


Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

What we´re gonna do right here is go back

abril 2011
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Latest Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: