Madonna e a resposta da Millenium Records

tumblr_kyl7onUTYP1qaq5p7o1_1280

Era uma vez uma promísc… digo, uma promissora jovem de 25 anos chamada Madonna percorria as ruas de Nova York sozinha e com pouquíssimo dinheiro no bolso em busca da fama e do estrelato. Certo dia, mandou algumas de suas fitas demo e conseguiu uma entrevista na Millenium Records. Alguns dias depois, recebeu a resposta do presidente da gravadora, Jimmy Iener. Finalmente, Madonna conseguira o tão sonhado contrato e tornou-se a icônica e poderosa mulher no cenário fonográfico mundial, correto? ESPEREM AÍ. Muita calma nessa hora. Afinal, nem todo tempo é tempo de morangos. Abaixo, a carta do presidente da gravadora:

  carta_80

Caro Alec:

Eu gostei de ouvir Madonna. A produção, os arranjos, sua voz são fatores fortíssimos. A direção é boa, em minha opinião. A única coisa que deixa a desejar nesse projeto é o material. Eu gostei das músicas “I Want You”, “Get Up” e “High Society”, mas não de “Love on the Run”. Não acho que ela esteja pronta mas vejo que a base é de uma artista consistente. Não me interessa no momento, mas vou esperar por mais.

Boa sorte e obrigado por se lembrar de mim.

Meus cumprimentos,
Jimmy Ienner

Madonna foi recusada pela Millenium Records. Oh. Seu sonho de se tornar uma grande estrela foi por água abaixo. Sem Blonde Ambition, livro SEX, sem suas polêmicas e descaramentos explícitos. Certo? Errado! A Sire Records, selo da Warner Music, a contratou e o resto todos vocês já sabem.

Viram só? Se você for recusado por uma gravadora ou for reprovado num teste de artes cênicas, que isso sirva de exemplo: MOTIVAÇÃO. Se a Madonna que é a Madonna conseguiu ser contratada, você também pode. É só confiar em si mesmo e

Oh, vamos parar por aqui. Já vou chefe, um momento.

*joga planilha elegantemente na mesa dele*

– Não preciso trabalhar como um camelo aqui, vou passar no teste na gravadora e vou sair deste escritório cretino! Passar bem.

*canta embaixo da ponte*

“Meus lindos chinelinhos, meus lindos chinelinhos”

/judy funnie feelings

FIM

Sobre Felippe Alves

Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Felippe Alves


Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

What we´re gonna do right here is go back

fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Latest Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: