War is Over: Apples selam paz e catálogo dos Beatles é posto à venda na iTunes Store

image

Não é novidade pra ninguém que, um dia, os Beatles acabariam cedendo suas músicas para a venda digital. A novidade é que o catálogo remasterizado deles foram parar na iTunes Store. Logo na iTunes Store. Poderia ser em qualquer outra empresa, por divergências óbvias, mas logo na empresa xará?

O duelo entre as Apples chegou ao fim. Depois de muitas negociações e muitas brigas na justica pelo uso do nome da ‘maçã’, a Apple Corps, gravadora que os Beatles criaram no ano de 1968, selou um pacto de paz com a Apple Computer, empresa californiana referência de informática e tecnologia. Finalmente entre os Montecchios e os Capuletos reina a tranquilidade.

Cada álbum está sendo vendido por US$ 12.99, cada música individualmente está US$ 1.29. As coletâneas Past Masters Volumes 1 & 2 e o Red and Blue, 1962-1966 e 1967-1970 respectivamente, estão custando 19,99. Os discos virão com um diferencial, o iTunes LP: letras, fotos e muito mais.

image

image

Só relembrando que em 1978, a Apple Records havia entrado em processo contra a Apple por quebra dos direitos autoriais e bla bla bla. Com o processo terminado, a empresa de informática pagou à gravadora US$ 80 mil. Em 2007, o acordo foi fechado de vez. Ambas as empresas estão usando o nome e é isso aí. Todos felizes e contentes, claro, com dinheiro no bolso.

"É fantástico que as músicas que lançamos originalmente em vinil recebam tanto amor no mundo virtual como receberam pela primeira vez", disse Sir Paul McCartney, que logo menos estará agitando o Estádio do Morumbi.

Como fã, achei digna a colaboração entre as duas empresas. Com o advento tecnológico, nada mais interessante do que ter o catálogo na internet, atraindo novos fãs com a modernidade e a praticidade de ter todos os discos da banda mais influente do mundo (comentário imparcial, beijos) no iPod ou em qualquer reprodutor de mp3/mp4. Aí está algo que nunca imaginamos ver, mas estamos vendo.

PS.: O iTunes disponibiliza o show de 40 minutos no Washington Coliseum, de 1964. Vale a pena conferir.

 

Anúncios

Sobre Felippe Alves

Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Felippe Alves


Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

What we´re gonna do right here is go back

novembro 2010
S T Q Q S S D
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Latest Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: