40 anos da Mariah Carey

Hoje é o aniversário de 40 anos da Mariah Carey. Acho que nunca escrevi um especial dela aqui no blog. E como vocês sabem, meu tempo tá mais curto do que o vestido da nossa querida e estimada aniversariante de hoje.

Memoirs2

Diremos que uma criança prodígio de cinco anos entrou no meu quarto e resolveu escrever essa breve homenagem a essa grande cantora.

PS.: Esse texto é sério, porém com toques de humor que não devem ser levados a sério. Por favor, relevem.

Era uma vez uma menina chamada Mariah Carey. Ela nasceu em 27 de março de 1970 – na certidão de nascimento está 1969, mas a mídia quis arredondar a idade para que ela iniciasse sua carreira musical em um número redondo – sem referências aos presentes – em Long Island, Estados Unidos. Sua mãe é uma cantora de ópera de origem irlandesa e seu pai, afro venezuelana. A família multi-racial sempre sofreu com o preconceito dos vizinhos, o que ocasionava mudanças de casa constantes.

Mariah sempre ouvia sua mãe cantar e tentava imitar as notas. Aos cinco anos de idade, ela corrigiu a mãe dela dizendo:

– Mãe, não é assim. Essa nota é assim: LÁÁÁÁÁÁÁÁAÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁAÁ!

mariahfotossessomcquandbg9

Percebendo o talento nato da pequena Mariahzinha, Patricia Carey ficou boquiaberta com um ouvido musical bom pra uma criança de cinco anos de idade. Outro episódio peculiar na vida da pequena Mariah foi quando a mesma estava cantando na mesa de jantar e seu pai a interrrompeu:

– Não quero cantorias na hora do jantar.

Mariah saiu e foi cantar na sala.

Quando chegou na adolescência, já tinha certeza de que queria cantar. Fez bicos de backing vocal pra cantora Brenda K Starr.

mmmcccdy9

Um dia, Brenda falou que Mariah precisava alçar novos vôos. A verdade era que pra backing vocal, Mariah se destacava muito mais que a voz principal e isso irritava Brenda. E, pra tirar Mariah do seu caminho, resolveu levá-la a uma festa ‘da hora’ com executivos e tudo o mais. Lá, ela apresentou Carey ao produtor executivo da Columbia Records, Tommy Motolla. Elas entregaram a fita demo e torceram os dedos. Motolla entrou no carro, colocou a fita pra tocar e ficou hipnotizado. Será que tinha chegado no céu e não sabia? Voltou pra festa correndo e as duas tinham ido embora. No dia seguinte, ele telefonou à Mariah e disse:

Tô apaixonado pela sua vo… digo, por você. Quer se casar comigo? Você é estupenda. Os contratos nup… (cof cof), da gravadora estão aqui. Se quiser, pode vir assinar agora mesmo.

Foi aí que nasceu um dos maiores contratos da indústria fonográfica.

90's...

Em setembro de 1993, depois de muita – MAS MUITA INSISTÊNCIA MESMO –, Mariah aceitou o pedido  de casamento de Tommy Motolla.

Mariah's Wedding

Pra isso, teve que esperar a papelada do divórcio com a ex. Enfim, no início tudo estava a mil maravilhas. Depois, por trás de um rosto sempre sorridente, ele se mostrou rígido e possessivo.

Dumby Motolla dando sermão na Mariah...

Foto: Motolla dando sermão em Mariah

Vide as roupas que ele obrigava ela a usar. Até que em 1997, Mariah abriu suas asas e voou. Se divorciou de Motolla e lançou o álbum Butterfly, cujo primeiro single de trabalho foi Honey.

Butterfly

Diferente da Mariah boa moça que estávamos acostumados a ver nos clipes, em Honey ela encarna uma agente secreta sexy e provocante. Logo depois de pular da sacada, sai da piscina toda penteada como se fosse direto pra uma festa com bolo, coxinha de frango e guaraná para os amigos receber.

219wa5f

219wa5f

Os problemas começaram a aparecer. Motolla deu a canção tema do Titanic, My Heart Will Go On,  à Céline Dion, boicotando Mariah. Isso não foi o problema. Pior foi o que teve que passar depois: teve que lutar contra seu alter-ego Bianca, uma simpatia de mulher. E ainda foi entrevistada por ela com um entusiasmo sem tamanho.

Sem mais delongas, passou por poucas e boas. Afinal, todos nós provamos do fracasso algum dia. Mas como toda lutadora, passou pela chuva, se emancipou e enterrou os carmas do passado.

Emancipation

Mesmo pedindo pra tocarem seu corpo

MariahCarey_TouchMyBody

ou solitária nos clipes de maiô na praia

ou de enfermeira boazuda

Untitled

ou até recebendo o prêmio de melhor atriz meio “alegrinha”… A gente gonga a Mariah pela vergonha alheia às vezes, mas eu pergunto: TEM COMO NÃO AMAR?

1262792619_mariah-drunk-290

And please forgive me, because I’m a little bit… YEAH. Oh my godness!

Esta foi a singela homenagem à Mariah Carey nos seus 40 anos de idade.

Anúncios

Sobre Felippe Alves

Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

4 Respostas para “40 anos da Mariah Carey

  1. Felipe

    Eu não sabia q o tema de Titanic era pra ser da Mariah, mas é impossível imaginar essa música na voz de outra pessoa… Celine Dion simplesmente fez A MÚSICA!

    E a Mariah tem uma história mto bonita… Ela é tão diva q nem dá pra imagina q a vida dela já foi difícil

    Assim como a Christina q, se não me engano, teve a família ameaçada por causa de sua voz, rsrs…

    Enfim, ótimo resumo sobre a MC – e a foto de H.A.T.E.U. não poderia ser pior hahaha!

  2. vilma

    muitos felicidades..ela merece…mc

  3. Alberto

    Putz.. My heart will go on na voz da Mariah seria muito perfeito..
    Mariah tem a voz “cloudy” mas com força, potência…. Aquelas impostações de voz de Celine, com o jeito country de cantar.. é de enjoar qualquer um.
    Observem… Uma nota de peito alta por Celine é irritante, de Mariah soa quase como instrumento.. É questão de timbre, particular!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Felippe Alves


Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

What we´re gonna do right here is go back

março 2010
S T Q Q S S D
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Latest Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: