As Quatro Estações – de Antonio Vivaldi


Sabe quando você escuta uma música em comerciais, compilações de música clássica famosas, dentre outros lugares mas nunca sabe o nome da música ou do compositor? Sim, ouvi tanto e nunca soube o nome. As Quatro Estações de Antônio Lúcio Vivaldi, a sua obra mais conhecida, é tão fascinante quanto a sua história. Nascido em Veneza, Itália, teve a ajuda de seu pai, barbeiro mas também um violinista fantástico, para ingressar na carreira da músical, mais especificamente na Basílica de São Marcos. Virou padre em 1703, mas a asma o impediu de rezar as missas, logo ele dedicou-se ao ensino do violino num orfanato feminino. De sua obra conservam-se 456 concertos, 73 sonatas, 44 motetos, três oratórios, duas serenatas, cerca de 100 árias, 30 cantatas e 47 óperas. Seus originais, encadernados após sua morte em 27 volumes e vendidos a particulares, foram redescobertos somente na segunda década do século 20. Como muitos compositores clássicos, terminou sua vida na miséria. As preferências musicais haviam mudado rapidamente em Veneza com a chegada do classicismo, fazendo com que ele vendesse um manuscrito seu por um preço caro para migrar-se para Viena, capital da Áustria, onde viveu até os seus 63 anos.

Anúncios

Sobre Felippe Alves

Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Felippe Alves


Jornalista, 20 e poucos anos, amante assíduo da arte e da música. Dono do próprio blog. Sem sucesso pra trabalhar na área. Tenho células suicidas (elas não me suportam e colocam substitutas no lugar). Não sei o que é real ou o que é fantasioso. E definitivamente não sei lidar com MUITAS coisas.

What we´re gonna do right here is go back

fevereiro 2009
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

Latest Tweets

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

%d blogueiros gostam disto: